Instaappointment Image
Instaappointment image

Uber: Mocinho ou Vilão?

Home  /  Tudo Novo  /  Uber: Mocinho ou Vilão?

12.mar, 2019 Comentários desativados em Uber: Mocinho ou Vilão? Tudo Novo

Uber: Mocinho ou Vilão?

“É perigoso usar o Uber”? Muitos dizem que sim. Nascido em 2008 a partir de uma ideia de dois amigos, Kalanick e Garrett Camp, Uber foi concebido em uma noite de inverno em Paris, quando eles estavam na rua e não conseguiam parar um táxi.

Eles logo lançaram o serviço em São Francisco, e em pouco tempo, a lista de investidores pipocou. (Lista que supostamente inclui nomes como Jay-Z e Ashton Kutcher). Mesmo para os padrões da tecnologia, o crescimento do Uber tem sido incrível. Há três anos, operava em apenas 14 cidades; hoje, está em 300 cidades de 56 países, incluindo Arábia Saudita, Líbano, Quênia e Rússia. Até o final de 2014, tinha um total de cerca de 160.000 motoristas ativos só nos EUA.

Uber: Mocinho ou Vilão?

Desde o seu lançamento, Uber tornou-se uma febre, com 160.000 motoristas só nos EUA e a incrível marca de US $ 41 bilhões arrecadados. No entanto, em meio a críticas de que a empresa não está fazendo o suficiente para proteger passageiros do sexo feminino, Uber tornou-se rapidamente um estudo de caso do Vale do Silício.

Desde o começo, o serviço enfrenta alguns contratempos. Em outubro de 2014, houve um incidente em Lyon, França, quando Uber lançou uma campanha promocional oferecendo corridas gratuitas de 20 minutos com “Avions de Chasse” (“motoristas gostosas”, em tradução livre.).

“Será a coisa mais bonita na Terra”, sugere o post com a promoção da corrida gratuita.

Usando a promoção, o usuário poderia usar o código “UBER AVIONS” em seu aplicativo Uber e “tornar-se o copiloto mais sortudo de Lyon“, o que significa, basicamente, que uma modelo irá buscá-lo e levá-lo para uma corrida. A promoção ainda frisa que a oferta é válida por um prazo máximo de 20 minutos.

Entenda o que significa “Avions de Chasse” na versão em português do site:

“Avions de Chasse” “é o termo em francês para “caças”, mas é também o termo coloquial para designar uma mulher incrivelmente atraente. Sortudo! Os “aviões” mais bonitos do mundo esperam por você neste aplicativo. Sente-se confortavelmente, relaxe e deixe que eles te levem para as nuvens!

Juntamente com o crescimento global explosivo do Uber nos últimos anos – 40.000 motoristas juntaram-se ao serviço em dezembro de 2015 – houve pelo menos 14 supostos assaltos por motoristas Uber em centros como Chicago, Los Angeles, Filadélfia, Washington DC, Londres e Paris.

Em uma única noite de dezembro em Boston, duas mulheres acusaram dois motoristas Uber (diferentes) de assalto. O promotor ainda está investigando ambos os casos. No mesmo mês, um motorista Uber foi preso por suposto sequestro e estupro de uma passageira de 26 anos na Índia, o que levou Nova Deli a proibir rapidamente a empresa de operar por lá. O motorista em questão está, atualmente, aguardando julgamento. E no início de abril, um motorista Uber de Houston foi acusado de abusar sexualmente de uma mulher embriagada que ele buscou em um bar e levou para a sua casa. O caso ainda está pendente.

“Tivemos alguns solavancos em termos de reputação ao longo da estrada? Claro, tivemos nossa parcela de dor durante o crescimento”, diz David Plouffe, ex-gerente de campanha de Obama que se juntou ao Uber no verão passado como vice-presidente sênior de políticas públicas e estratégia. “Mas você tem que entender que a relação mais importante para um passageiro Uber é a relação com o seu motorista Uber, e é uma relação que eles realmente apreciam”.

O que as empresas de táxi têm a dizer sobre o Uber?

O chefe-executivo da Associação Australiana da Indústria de Táxis, Blair Davies, disse que a principal diferença entre os táxis e o Uber é que “basicamente a corrida não é licenciada e os carros são particulares, podendo ultrapassar os nove anos de idade. Por outro lado, os táxis devem ser inspecionados por mecânicos certificados a cada quatro ou seis meses”.

Ele acrescentou que não há nenhum teste real para circulação dos carros Uber e que os mesmos só podem ser rastreados através do telefone do motorista, que pode ser desligado. Por outro lado, os táxis têm dois ou três aparelhos de GPS programados em seus sistemas, bem como uma câmera de segurança que não pode ser desativada pelo motorista.

“Os sistemas de táxi são conhecidos e rastreáveis ​​pela empresa e um exame médico também deve ser feito, disse ele. “Os médicos checam a aptidão física e mental do condutor e verificam se os mesmos estão aptos a conduzir um veículo comercial”.

Blair Davies também alertou os passageiros Uber sobre supostos riscos associados com o serviço.

“Empresas que só pensam no lucro, como Uber, usam palavras agradáveis e convincentes, mas na realidade, o que eles querem é simplesmente ganhar dinheiro com a exploração de motoristas sem seguro, expondo o público a riscos e mentindo sobre suas operações”, disse o chefe executivo Benjamin Wash.

Eu preciso me preocupar?

A porta-voz do Uber, Katie Curran, rebateu essas preocupações dizendo que o Uber é simplesmente vítima de uma campanha de “alarmismo” iniciada pela indústria de táxi. Ela também assegurou que o serviço realmente coloca o anonimato fora de questão.

“Nós sacudimos a indústria (táxi), que é uma indústria que não muda há muito, muito, muito tempo”, disse ela. “Nós entendemos que eles estão criando campanhas alarmistas a fim de tentar persuadir as pessoas a não usarem os nossos serviços”.

“Os candidatos precisam ter mais de 21 anos, ter seus antecedentes criminais checados, um registro de condução exemplar e apólice de seguro completa, assim cada viagem é totalmente segura e coberta”. “E os veículos tem que ser do ano de 2005 em diante e com quatro portas. Então, uma vez que eles tenham passado por todo o processo de seleção, começa o treinamento de como usar o aplicativo e como prestar o serviço ao cliente”.

O usuário pode ver imagens do seu motorista e classificação, assim que ele tenha escolhido o condutor.

A classificação do passageiro para o motorista varia entre 0 e 5 estrelas, e o motorista também avalia o passageiro, por isso todos procuram se comportar da melhor maneira possível, já que o anonimato foi retirado do processo“.

Ela acrescentou que o aplicativo também permite que os usuários compartilhem sua localização com familiares e amigos, clicando em um botão dentro do aplicativo Uber.

E meus dados confidenciais?

Além das questões como segurança física, o Uber também está no meio do fogo cruzado por não ser capaz de proteger os dados pessoais confidenciais dos seus utilizadores. O jornal The New York Times relata que não só a empresa mantém um registro pessoal detalhado de sua história e os motivos da sua viagem, como também já postou algumas histórias picantes de passageiros – corridas feitas entre 22h00 e 04h00 entre sexta-feira e sábado, buscando o passageiro no mesmo endereço em que foi deixado menos de 6 horas mais tarde.

Outro jornal, The Washington Post, também tem se referiu ao Uber como uma festa para os hackers. Os tipos de dados confidenciais que o programa é capaz de manter podem variar desde o número de vezes por semana que você frequenta um endereço que não é o seu próprio, até a quantidade de vezes que você visita lugares como instituições, restaurantes e até mesmo hospitais.

Este tipo de memória de dados tem o potencial de uma bomba atômica caso acabe parando em mãos erradas.

Considere o seguinte: estes dados já podem ser capazes de prever exatamente para onde você está indo, onde esteve e informações pessoais. Você se sente confortável com isso?

Qual a sua opinião? Qual dos serviços você usa? Conte aqui nos comentários!


Comments are closed.